sábado, 31 de março de 2007

Tua Caminhada

Tua caminhada ainda não terminou....
A realidade te acolhe dizendo que pela frente o horizonte da vida necessita de tuas palavras e do teu silêncio. Se amanhã sentires saudades,lembra-te da fantasia esonha com tua próxima vitória.Vitória que todas as armas do mundo jamais conseguirão obter,porque é uma vitória que surge da paz e não do ressentimento.
É certo que irás encontrarsituações tempestuosas novamente, mas haverá de ver sempre o lado bom da chuva que cai e não a faceta do raio que destrói.Se não consegues entender queo céu deve estar dentro de ti, é inútil buscá-lo acima das nuvense ao lado das estrelas.
Por mais que tenhas errado e erres, para ti haverá sempre esperança, enquanto te envergonhares de teus erros.Tu és jovem. Atender a quem te chama é belo,lutar por quem te rejeitaé quase chegar a perfeição.
A juventude precisa de sonhose se nutrir de lembranças, assim como o leito dos riosprecisa da água que rola e o coração necessita de afeto.Não faças do amanhã o sinônimo de nunca, nem o ontem te seja o mesmo que nunca mais.
Teus passos ficaram. Olhes para trás...mas vá em frente pois há muitos que precisam que chegues para poderem seguir-te."

BOM DIA!!!




Não há nenhum sentido em disputar um jogo que você não está interessado em vencer. Faça com que sua vida e suas expectativas sejam reflexos profundamente pessoais daquilo que é realmente importante para você. Não valorize as pessoas pelo que têm, mas pelo que elas são, e você aprenderá a respeitar-se no que possui de fundamental, o que lhe dará muita paz

A ingratidão

Nos fazemos felizes, quando acolhemos em nós os resultados positivos daquilo em que colocamos nossa esperança e nosso coração.
Mas, de uma forma igual, a infelicidade nos atinge, não necessariamente por que nos tem como meta, mas por que assim a recebemos.
Para percebermos essa realidade, é só prestarmos atenção às nossas reações ante atos e os verdadeiros desejos daqueles que provocaram.
Há pessoas que nos ferem voluntariamente, mas numa grande maioria das vezes, nos sentimos feridos, tristes e abatidos simplesmente por que reagimos a um fato, gesto feito ou não ou a uma palavra dita ou esquecida.
Nossa sensibilidade ou melhor dizendo, susceptibilidade, encobre nosso céu, mesmo se fora o sol brilha com toda a sua força.
O amor puro e incondicional, por que amor, deveria fechar os olhos após cada ato. Dar-se, doar-se por amor e por que assim deve ser e ponto final seria a sublimação do altruísmo na raça humana.
Portanto, falhos somos no nosso amor e daí nasce o sentimento de ingratidão que machuca tanto nosso peito.
Achamos que as pessoas são ingratas por que esperamos delas um reconhecimento pelo que fazemos. Nos sentimos miúdos, usados, desgastados, por que damos sem cessar do nosso eu, nosso tempo e o retorno nunca vem. E nessa ansiedade, nos tornamos infelizes e culpamos o outro.
Ora... o verdadeiro amor que Deus nos ensina não é uma questão de prestar serviço e aguardar o pagamento. Isso seria um contrato. O verdadeiro amor é dar-se e ter como recompensa o sentimento de ter-se dado e feito bem ao próximo. Nada mais que isso.
Amar incondicionalmente é amar de olhos fechados e coração escancarado. É atravessar uma ponte e derrubá-la atrás de si, sem esperar retorno. E se contentar dessa ação. Sentir-se recompensado simplesmente por ter dado algo de si.
Se alcançamos essa grandeza de alma e riqueza de espírito, o sentimento de insatisfação desaparece e atingimos o ápice do amor.

pensamento

Antes de reclamar das coisas que você está perdendo, verifique o que vai ocupar o lugar que elas deixaram vago. Pode ser algo muito mais importante e enriquecedor.

Cuida do teu vocabulário


Substitui, no teu vocabulário, as más pelas boas palavras.

Expressões chulas e vulgares, talvez estejam na moda,
porém "envenenam o coração".

A palavra é instrumento da vida para a comunicação,
o entendimento, e não arma de agressão, violência e vulgaridade.

O uso irregular das palavras corrompe
a mente e rebaixa o homem.

O verbo expressa a qualidade moral do indivíduo.

Porque há pessoas que falam bem e são más, não é
justo que sendo bom, te apresentes mal

Pedras preciosas

Tive a oportunidade de visitar há dois anos um museu do diamante. Essas pedras me fascinam, assim como a muita gente acho que por que, lapidadas, possuem uma beleza sem igual. Mas até chegarem a esse estado, um processo de limpeza, lapidação, polimento é necessário. As coisas não se constroem assim de uma hora para a outra, é preciso tempo, atenção, cuidado, trabalho, dedicação, amor e uma enorme força de vontade.
Queríamos, talvez, ser perfeitos ou então estar o mais próximo possível da perfeição. Olhamos com demasiada freqüência para os lados e nos sentimos pequenos, por que a vida dos outros parece ser melhor, elas parecem mais sábias, mais hábeis ou até mais bonitas. Só que pessoas perfeitas não existem e provavelmente isso dá até um certo charme à existência, o saber que devemos procurar, andar, buscar e consertar. Os que andam na frente são os que compreenderam isso um pouco mais cedo e aproveitam as lapidações da vida para se tornarem melhores.
E nós? Se olharmos bem somos sim um bocadinho lapidados e precisamos ainda continuar esse trabalho de continuar buscando, não a perfeição, mas o melhor que está dentro de nós e colocar isso pra fora. Dentro de todo mundo existe essa jóia bonita, rara e cara, a questão é exteriorizá-la para fazê-la brilhar por todos os lados. Todos somos assim, eu não tenho dúvidas...

Para nossa reflexão, aqui vai:

INSTANTÂNEO

É pau, é pedra,Ilusão Que medraDo chão,

Por sobEstas árvores,Onde repousoO meu ser.

E vejo as moças,A se parecer,Colhendo açucenasNas tardes amenas.

Junto à foz,O mar é bravio,E eu, só de olhar,Sinto o cio

Das pedras,Onde ele, Por ele,Vai desembocar.

Passa um barcoDe pesca,Com genteLá dentro,

Quem dera,Ir com eles,Em seu epicentro.

E assim, Vou cantando,A quem passa,Junto à madraça,

Da antiga praça…

NOS SEUS LÁBIOS QUENTES

Nos seus lábios sensuais
encontrei vários sabores
que despertam todo meu tesão,
sabor de chocolate,
que me deixa arrepiada demais,
sabor de caramelo que deixa
gosto de quero mais,
mil sabores enfim
que para explicar cada um
precisaria escrever mil e
um poemas de amor e sedução.
Beijar-me com a volúpia
com que sua boca molhada,
enrosca sua língua na minha,
provocando-me,
levando-me a um céu azul
de constelações,
revirando os olhos e sentindo
as profundas emoções
dos nossos momentos mais íntimos.
Beijar-me com toda sofreguidão
enquanto seu corpo morno
me acaricia,transportando-me
do chão ao infinito.
Transformando todos nossos
sentidos,deixando-nos
levitar e dançar com a lua
prateada que banha nossos
corpos, atenta ao compasso
de nossa alma enamorada.
Na geografia de nossos corpos
nas danças sensuais e provocantes
que nos levam ao delírio,
desbravo esse homem amante
que me leva ao gozo angelical
me transformando em anjo,
planando no universo,
contagiando a todos com minha
graça e sensualidade.
Seus lábios são um convite
que jamais poderei olvidar,
um languido convite que
vem bordado com letras
douradas, atrevidas, a dizer
o quanto me queres,
o quanto me desejas.
O quanto o satisfaço.
Na malícia desse beijo ardente
sinto que alma, corpo e coração
conspiram na eloquência
e no frêmito louco dessa
grande paixão que você em
mim acordou, e jamais deixara
adormecer, enquanto ao seu lado
eu estiver.
Quiçá seja infinito esses
lindos momentos que estamos
aprendendo a dividir e reviver

SOMOS DO MESMO CHÃO

Eu,você e toda humanidade
somos feitos da mesma essência,
da celebração de corpos se amando
embriagando-se de tanta beleza.

Nas sutilezas da vida, temos
apenas formas diferentes.
Em sintonia total com a natureza
somos todos feitos do mesmo barro,
somos todos do mesmo chão.

Da sublimidade de uma paixão
casais se unem
trazem ao mundo,a obra-prima
do nascimento.

Muitas vezes me pergunto,
se somos gerados da mesma maneira
por que tantas diferenças?
São tantos os por ques,
que me sinto enclausurada
nos porões do auto conhecimento,
tentando decifrar os enigmas
que me perturbam a existência.

Por mais que estude, analiso
questiono, meus sentimentos
ficam agrilhoados aos meus medos
as minhas andanças em aventuras
que vão além dos meus limites.

Tento compreender a falta de amor
os pecados algozes,
os carrascos famintos
que nos impedem de ver a luz...
de ver a continuação da vida...
que ceifam nossas esperanças
que nos roubam a juventude,
que nos causam tanta dor.

Sinto uma grande tristeza me invadir
a alma, o coração,
quando leio os jornais ou ligo a televisão
e só é mostrado, matanças,
pessoas inocentes, que perdem o direito
de viver, por uma bala perdida,
assaltantes, seqüestradores,
um mundo devasso, sem punição.

Senhor, não permita
que minha fé,seja ofuscada
pelas dores e mutilações
que somos obrigados a
enfrentar no nosso dia a dia,
quando saímos de casa para trabalhar
ou estudar, e não sabemos se
vamos retornar.
Não entendo...se somo do mesmo chão
porque trilhamos caminhos opostos,
destruindo a maravilha do viver.

GUETO

Em silêncio escutei-me,
Fui deste para outro lugar,
A mim próprio anunciei-me,
Inda antes de lá estar.

Não sei que coisa é esta,
Que faz-me sentir dividido,
Se o mundo que não presta,
Se eu que não tenho sentido.

Choro de criança incomoda,
A fome reina no mundo,
E outro menino implora

Que não vá mais sozinho,
Buscar o sub mundo,
Para seu próprio desalinho.

sexta-feira, 30 de março de 2007

Hoje é dia de festa,parabens mana





































Uma das grandes bênçãos da vida...



é a experiência que os anos vividos nos concedem.



Aniversariar é uma amostra das oportunidades que temos de aprender a contar os nossos dias.



Hoje, mais uma janela se abre diante dos teus olhos,mais um espinho foi retirado da flor,restando somente a beleza de tão bela data.



Os sintomas da felicidade se traduzem do otimismo,na fé, na esperança e no empenho para ser melhor a cada dia.Continua firme pelos caminhos da verdade!



Continua trilhando pelos vales da vida,pois um dia encontrarás o mais belo jardim,o jardim que representará a realizaçãode seus maiores sonhos.





















ABRAÇA-ME !

Como se fosse a ultima vez,
como se não houvesse o amanhã,
como se a tua ansiada chegada,
fosse tambem a nossa despedida.


Como se a vida estivesse por um fio,
pendurada em nossos loucos sonhos,
pois a cada instante que passa,
aumentam as saudades e a distância.


Deixemos o mundo todo lá fora,
nada mais importa, apenas o amor,
abrindo todas as suas comportas.


Abraça-me forte e não pensemos mais!
Deixemos fluir este imenso caudal,
de amorosas utopias em tempo real.

Seja honrado e discreto

Somente lobos caem em armadilhas de lobos" - leciona
o Evangelho de Jesus.

Desse modo, jamais te permitas o espinho da humilhação
ou da desonra, quando agredido ou malsinado.

És o que vives interiormente e não aquilo de que te acusam.

Não te tornarás melhor, porque estás elogiado
ou ficarás pior, porque combatido.

Permanece, honrado e discreto, sendo tu mesmo,
em busca do aprimoramento íntimo.

Joanna de Ângelis

A ingratidão, chaga pestífera que um dia há de desaparecer da Terra, tem sua nascente no egoísmo, que é o remanescente mais vil da natureza animal, lamentavelmente persistindo na humanidade.
A ingratidão sob qualquer forma considerada expressa o primarismo espiritual de quem a carrega, produzindo incoercível mal-estar onde se apresenta.
O ingrato, isto é, aquele que retribui o bem pelo mal, a generosidade pela repulsa, a bondade pela soberba é sempre um atormentado que esparge insatisfação, martirizando quantos o acolhem e socorrem.
O homem vitimado pela ingratidão supõe tudo merecer e nada retribuir, falsamente acreditando ser credor de deveres do próximo para consigo, sem qualquer compensação de sua parte.
Estulto, desdenha os benefícios recolhidos a fim de exigir novas contribuições que a própria insânia desconsidera.
É arrogante e mesquinho porque padece atrofia dos sentimentos, transitando nas faixas da semiconsciência e da irresponsabilidade.
Sendo a ingratidão, no seu sentido genérico, detestável nódoa moral, a dos filhos para com os pais assume proporções relevantes, desde que se torna hediondo ato de rebeldia contra a criação divina.
O filho ingrato é dilacerador do coração dos pais, ímpio verdugo que se não comove com as doloridas lágrimas maternas nem com as angústias somadas e penosas do sentimento paterno.
Com a desagregação da família, que se observa generalizada na atualidade, a ingratidão dos filhos torna-se responsável pela presença de vários cânceres morais, no combalido organismo social, cuja terapia se apresenta complexa e difícil.
Sem dúvida, muitos pais, despreparados para o ministério que defrontam em relação à prole cometem erros graves, que influem consideravelmente no comportamento dos filhos, que, a seu turno, logo podem, se rebelam contra estes, crucificando-os nas traves ásperas da ingratidão, da rebeldia e da agressividade contínua, culminando, não raro, em cenas de pugilato e vergonha.
Muitos progenitores, igualmente, imaturos ou versáteis, que transitam no corpo açulado pelo tormento de prazeres incessantes, que os fazem esquecer as responsabilidades junto aos filhos para os entregarem aos servos remunerados, enquanto se corrompem na leviandade, respondem pelo desequilíbrio e desajuste da prole, na desenfreada competição da utópica e moderna sociedade.
Todavia, filhos há que receberam dos genitores as mais prolíferas demonstrações e testemunhos de sacrifício e carinho, aspirando a um clima de paz, de saúde moral, de equilíbrio doméstico, nutridos pelo amor sem fraude e pela abnegação sem fingimentos, e revelam-se, de cedo, frios exigentes e ingratos.
Se diante de pais irresponsáveis a ingratidão dos filhos jamais se justifica ou procede, a proporcionada por aqueles que tudo recebem e tudo negam, somente encontra explicação na reminiscência dos desajustes pretéritos dos espíritos, que, não obstante reunidos outra vez para recuperarem-se, avivam as animosidades que ressumam do inconsciente e se corporificam em forma de antipatia e aversão, impelindo-os à ingratidão que os atira às rampas inditosas do ódio dissolvente.
A família é abençoada escola de educação moral e espiritual, oficina santificante onde se lapidam caracteres, laboratório superior em que se caldeiam sentimentos, estruturam aspirações, refinam ideais, transformam mazelas antigas em possibilidades preciosas para a elaboração de misteres edificantes.
O lar, em razão disso, mesmo quando assinalado pelas dores decorrentes no aprimorar das arestas dos a que o constituem, é forja purificadora onde se devem trabalhar as bases seguras da humanidade de todos os tempos.
Quando o lar se estiola e a família se desorganiza a sociedade combale e estertora.
De nobre significação, a família não é formada apenas dos que se amam através dos vínculos da consangüinidade, mas, também, da tolerância e solidariedade que se devem doar os equilibrados e afáveis aos que constituem os elos fracos, perturbadores e em deperecimento no clã doméstico.
Aos pais cabe sempre os deveres impostergáveis de amar e entender até o sacrifício os filhos que lhe chegam pelas vias sacrossantas da reencarnação, educando-os e depondo-lhes nas almas as sementes férteis da fé, das responsabilidades, instruindo-os e neles inculcando a necessidade da busca de elevação e felicidade.
O que decorre são conseqüências do estado moral de cada um, que lhes não cabem prever, recear ou sofrer por antecipação pessimista.
Aos filhos compete amar aos pais, mesmo quando negligentes ou irresponsáveis, porquanto é do código superior da vida o impositivo: honrar pai e mãe, sem
excluir os que o são apenas por função biológica, assim mesmo, por cujo intermédio a excelsa sabedoria programa necessárias provas redentoras e punitivas expiações liberativas.
Ante o filho ingrato, seja qual for a situação em que se encontre, guarda piedade para com ele e dá-lhe mais amor...
Agressivos, exigentes e impiedosos, transformados em inimigo insensível quão odioso, oferta, ainda, paciência e mais amor...
Se te falarem sobre recalques que ele traz da infância, em complexos que procedem desta ou daquela circunstância, em efeito da libido tormentosa com que os simplistas e descuidados pretendem excusá-lo, culpando-te, recorda, em silêncio, de que o espírito precede de berço, trazendo gravados nas tecelagens sutis da própria estrutura gravames e conquistas, elevação e delinqüência, podendo, então, melhor compreendê-lo, mais ajudá-lo, desculpá-lo com eficiência e socorrê-lo com probidade prosseguindo ao seu lado sem mágoa e encorajado no programa com a família inditosa e os filhos ingratos, resgatando pelo sofrimento e amor os seus próprios erros, até o dia em que, redimido, possa reorganizar o lar feliz a que aspira.

COSMOS

Entre o céu e a terra há o tudo
Que é nada, neste imenso universo,
Parecer concreto e mudo,
Do nosso próprio reverso.

Tanta coisa por descobrir,
Que os poetas já advinham,
O que está ainda por vir,
E para onde os homens caminham.

É ridículo o que se julga centro,
Deste imenso cosmos e afins,
Passa a vida a olhar para dentro

De sua própria pessoa,
Tentando atingir os seus fins,
Dele mesmo é o brado e ressoa.

MINHA POESIA

Com você perto de mim,
Consigo parar o tempo
E o faço somente meu.

Refugio-me em seus braços
E sorrio a cada noite,
Feliz, contrita com Deus.

Tomo toda sua força,
Sopro todo o sentimento,
Sabendo que vou chegar.

Despojo-me do que assusta,
E converto os meus medos
Num sonoro gargalhar.

Sobreponho meus limites,
E sou capaz de tocar
A imensidão infinita.

Teço um mundo de ilusões,
Que esvoaçam como folhas
No outono de minha vida.

Me recordando de você

Na madrugada fria
o vento trouxe as saudades.
Faz tempo que não lhe vejo
nem sei noticias suas,
eu bem que perguntei a lua,
mas nada obtive em respostas.

Sei lá, se você já me esqueceu,
se colocou outra em seu coração,
se a outra você entregou sua paixão,
e eu me recolho nas lembranças...

Foram momentos únicos
que vivemos...momentos
em que aprendemos um com outro
a realizar os sonhos, as fantasias.

Mas esse tempo acabou,
hoje sem você vivo a vida
tentando lhe esquecer,
procurando em outros braços
encontrar as caricias,que um
dia foram suas...

Só peço à Deus,que você também
esteja feliz,e com um
novo amor,recomeçando
seus caminhos,aprendendo que
nada na vida é insubstituível...
que mesmo sozinhos
podemos ser felizes,e tentar
recomeçar tudo outra vez.

O nosso não era amor,
era só química, a paixão
que unia nossos corações e
nos fazia viver certas emoções.

NEVOEIRO

Há no ar
Um nevoeiro denso
Como se sobre meu centro
Fosse se esparramar
Uma chuva impertinente
Com pedras de granizo
No entanto
Quanto a difíceis pesares
Meu coração anseia, mas espera
Dentro de uma enorme intuição
Levando controle aos insensatos sentimentos
Com um pouco de inspiração
Para que tudo que penso
Venha a se registrar
Dentro do melhor bom senso

quinta-feira, 29 de março de 2007

As estações da vida

Tal como a natureza, a vida humana tem as suas estações. Nossa existência precisa ser compreendida, também, a partir dos seus contrastes. Perdas e danos, frio e calor, escuridão e brilho, fazem parte das múltiplas facetas da vida que se renova, que se refaz, e que triunfa vitoriosa, ainda que, de tempos em tempos, conheça a dor, as derrotas e o sofrimento. São as estações da vida, como momentos, necessários, da nossa existência.
Muitas vezes os ventos do outono sopram fortes contra nós, e, quais folhas, nossos sonhos vão embora, ao sabor dos ventos. Parece até que a vida vai sendo despedaçada e tudo vai desmoronar.
Com a chegada do inverno, o frio e a escuridão entristecem a alma. O coração reclama de uma lareira e um cobertor. É a estação da solidão, dos questionamentos profundos, de agudas crises existenciais. Tudo parece escuro ao nosso redor. Queremos algo que nos aqueça a alma e alguém que nos escute o coração.
Quando tudo parece perdido, e pensamos não haver mais saídas, a semente começa a brotar. Nasce no coração uma esperança. É a vida que ressurge na força dos sonhos e, com eles, a existência se reveste de cores, outra vez. É a primavera chegando, trazendo a beleza que pensávamos perdida. Tudo parece se revestir de um novo sentido, como um poema de rara beleza.
No tempo certo, o sol volta a brilhar. É o verão que está chegando e com ele a luz que amplia a nossa visão, o calor que aquece nossos sonhos, e a força para resistirmos aos ventos fortes da dor. É a vida que triunfa

Prazer real e "virtual"

neste momento único entrego-me a você, corpo, alma e coração...

Sinto-me envolvidas... aconchegada em seus braços, acomodada neste corpo, que me desperta a malícia e o desejo.
E você me amarrando de todas as maneiras...
Caricías e sussurros campartilhandos, numa dança alucinada e prazerosa, onde só importa a satisfação plena.Sensações me invadem, e explodem como um vulcão jogando suas lavas...
Um gozo intenso e verdadeiro, que me enlouquece de tesão.
Um prazer total e "real"!

Tributo ao Gênio: Charles Spencer Chaplin

"Aos que me podem ouvir eu digo: Não desespereis!' A desgraça que tem caído sobre nós não é mais do que o produto da cobiça em agonia, da amargura dos homens que temem o avanço humano..." Charles Chaplin Deste ao mundo, em dois segundos alegria e tristeza, a quantos viram teus filmes, teus poemas e proezasda tua alma e sentimentos, a nobreza.Foste o palhaço, o bobo da corteporém pregaste o amor até a mortee a mais bela despedida que fizeste chorei por ela quando a vi, por sorte.Um rosto anônimo a declamou na turbatentando amenizar tão longa esperaera uma greve e o povo temerário sentiu cada palavra do que ali se ouviu.Lágrimas se misturaram, fraternasmãos se apertaram emocionadas por tifoste um momento, vivo nesta terramuito depois de se ter ido daqui.Tua mensagem, a tua própria vidaflâmula de amor e humildadea tremular nos corações, sentidados que encontraram em ti, guarida.Foi tu que disseste, não poder escolheros que te trouxeram ao mundo, mas ias empenhar a alma na escolha do amigopara tornar a vida mais simples, rica e bela.Parabéns, Poeta do amor, com louvoresfoi você quem mais o propagou, fazendo rirou arrancando lágrimas teimosasde faces rudes que o souberam sentir.E um dia, foste o presente de Natal aos céusquando alguém anunciou, quase sem crerCharlot morreu! Morreu o homem que ensinou o amor a rir...e a alma a ser feliz

Amor Romântico

Se você não tem mesmo certeza se é amor o que está sentindo, não se preocupe. A melhor coisa sobre o amor é sua constante incerteza. Um dia você está seguro, sabe exatamente o que está se passando com você, então numa semana inteira de angústia, sua certeza desaparece e você não tem mais certeza de nada.Um dos grandes mitos que nos engana muito, é como saber quando o amor verdadeiro chega; outro é, se não sentimos aquela descarga elétrica que nos tira a respiração, então não é amor; e um terceiro é a existência da "Pessoa Certa". E nada disso é verdade... Namorar é muito divertido e romântico, mas eu descobri que para muitos casais o namoro é uma fonte de angústia, por causa do medo da rejeição e da solidão.O mito do "Amor Romântico" é o que causa mais sofrimento, pois hoje em dia ninguém demonstra o romantismo que tem dentro de si, para não se tornar uma pessoa "careta", e é essa expectativa do amor romântico que deixa as pessoas solitárias e inseguras. E o mais interessante é que somos nós mesmos os responsáveis pela manutenção desse mito, somos nós que damos a expectativa que o mesmo terá.E ninguém tinha me dito que eu passaria o tempo avaliando as diferenças que me separavam da pessoa que talvez eu estivesse amando. Ficamos todo o tempo tentando descobrir qual é a natureza do amor verdadeiro, isto machuca as pessoas e aumenta as dúvidas a respeito dos sentimentos dedicados a ela. Muita gente pensa: ... se tivesse encontrado a pessoa realmente certa, não estaria em conflito com ela o tempo todo...

Bom Dia!

Toc... Toc... Toc...
Toc...toc...toc...!! Bom dia!!Eu sou o dia, vim te acordar!Espreguice...abra a janela!Deixe-me entrar!
Sorria!!Sou um novo dia, vim te recepcionar!
Me inspire...me aspire!!Me aceite, me abrace...Trago-te uma nova esperança!
Namore o horizonte...veja minhas cores, escute meus sons!
Assobie com os pássaros...dance com as nuvens gordinhas!Ligue o som, cante uma canção!
Inicie tua jornada!Sou tua benção!!
Saia otimista para o trabalho...cumprimente o vizinho!Leve a paz no olhar e um sorrisonos lábios!
Espere algo bom acontecer!Sou seu presente...sou o dia!
Bom dia para você!!

Ausência

"Por muito tempo achei que a ausência é falta.E lastimava, ignorante, a falta.Hoje não a lastimo.Não há falta na ausência.A ausência é um estar em mim.E sinto-a, branca, tão pegada,
aconchegada nos meus braços,que rio e danço
e invento exclamações alegres,porque a ausência assimilada,ninguém a rouba mais de mim."

Depois de um tempo você aprende

"Depois de um tempo, você aprende a diferença entre dar a mão
e acorrentar uma alma.
Aprende que amar não significa apoiar-se, e que companhia nem sempre
significa segurança.
Começa a aprender que beijos não são contratos e presentes não são promessas.
E começa a aceitar suas derrotas com a cabeça erguida e olhos adiante, com a graça de uma mulher e não com a aflição de uma criança.
Aprende a construir todas as suas estradas 'hoje', porque o terreno do amanhã é incerto demais para os planos,
e o futuro tem o costume de cair
em meio ao vão.
Depois de um tempo, você aprende que o Sol queima caso fique exposto por muito tempo.
Aprende que não importa o quanto você se importe, algumas pessoas simplesmente não se importam...
Aceita que não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e você precisa perdoá-la, por isso.
Também aprende que falar pode aliviar dores emocionais.
Descobre que se leva anos para construir confiança e apenas segundos para
destruí-la, e que você pode fazer coisas num instante das quais poderá se arrepender pelo resto da vida.
Aprende que verdadeiras amizades continuam a crescer mesmo a longas distâncias.
E o que importa não é o que você tem na vida, mas quem você tem na vida.
E que bons amigos são a família que nos permitiram escolher.
Aprende que não temos que mudar de amigos se compreendermos que os amigos mudam; percebe que seu melhor amigo e você podem fazer qualquer coisa, ou nada, e terem bons momentos juntos. Descobre que as pessoas com quem você mais se importa, podem sair da sua vida muito depressa; por isso, sempre devemos deixar quem amamos com palavras amorosas, pois pode ser a última vez que os vemos.
Aprende que as circunstâncias e o ambiente acabam influindo sobre nós, mas que nós somos responsáveis por nós mesmos. Começa a aprender que não nos devemos comparar com os outros, mas com o melhor que podemos ser.
Descobre que leva muito tempo para se tornar a pessoa que se quer ser, e que o tempo é curto.Aprende que não importa aonde já chegou, mas onde está indo; mas, se você
não sabe para onde está indo,
qualquer lugar serve.
Aprende que, ou você controla seus atos
ou eles o controlarão, e que ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa quão delicada e frágil seja uma situação – sempre existem dois lados.
Aprende que heróis são pessoas que fizeram o que era necessário fazer, enfrentando as conseqüências.
Aprende que paciência requer muita pratica.
Descobre que, algumas vezes, a pessoa que você espera que o chute, quando você cai,
é uma das poucas que o ajudam a levantar-se.
Aprende que maturidade tem mais a ver com as experiência vivenciadas e com o que você aprendeu com elas, do que com quantos aniversários você celebrou.
Aprende que há mais dos seus pais em você do que supunha.
Aprende que nunca se deve dizer a uma criança que 'o seu sonho' é uma bobagem,
e que seria uma tragédia se ela
acreditasse nisso.
Aprende que quando está com raiva tem o direito de estar com raiva, mas isso não lhe dá o direito de ser cruel.
Descobre que só porque alguém não o ama do jeito que você quer, não significa que não o ame, pois existem pessoas que nos amam, mas que, simplesmente, não sabem como demonstrar ou viver este sentimento.
Aprende que nem sempre é suficiente ser perdoado por alguém, algumas vezes você tem que aprender a perdoar a si mesmo.
Aprende que, com a mesma severidade com que você julga, um dia você será condenado.
Aprende que não importa em quantos pedaços o seu coração foi partido, o mundo não pára para que você o conserte. Aprende que o tempo não é algo que possa voltar para trás.

Por isso, aprenda a plantar seu jardim e decorar sua alma, ao invés de esperar que alguém lhe presenteie flores.
Aprenda que você pode a tudo suportar, que realmente é forte, e que pode ir muito mais longe, mesmo depois de achar que não o consegue mais.
E você aprende, e você aprende, com todos os adeuses, você aprende...
Que, realmente, a vida tem valor e você tem valor diante da vida.
Que nossas dádivas são traiçoeiras e nos fazem perder o bem que poderíamos conquistar, se não fosse o medo de tentar."

NA HORA CERTA

Certa vez ouvi uma história contada por um velho amigo que gostava de fazer passeios de barco. Ele estava em um de seus passeios e ao caminhar pelo navio, viu um dos membros da tripulação escalando as cordas, indo até o "ninho do corvo". Quando estava na metade da escalada, o navio balançou, pendeu para um lado e ele foi jogado ao mar. Quando bateu na água, começou a gritar por ajuda enquanto batia os braços descontroladamente, se esforçando para sobreviver. Meu amigo viu que um marinheiro observava o homem na água de forma calma e tranqüila, sem esboçar nenhuma reação. Após um curto tempo o homem na água se cansou e começou a afundar. Imediatamente o marinheiro que observava tranqüilo saltou ao mar e salvou a vítima que se afogava. Depois que ambos estavam em segurança à bordo, meu amigo foi até o marinheiro que fez o resgate e perguntou, - Porque você esperou tanto tempo para saltar na água e salvar este homem? Com a mesma calma, o marinheiro respondeu, - Eu percebi que o homem lutava muito na água e era grande a possibilidade de ambos morrerem se eu saltasse rapidamente. Há muito tempo eu aprendi que é melhor deixá-lo lutar por algum tempo, e quando chegar ao fim de sua própria força, eu posso saltar na água e salvá-lo com segurança. Você se sente como o homem que se afogava nesta história? Você caiu de seu lugar cheio de conforto e segurança, e você está lutando por sua sobrevivência? Você gritou pedindo à Deus para vir salvá-lo? Jamais perca a fé! Deus só está lhe dando a oportunidade de salvar-se por si mesmo. Se suas forças chegarem ao fim, Deus saltará na água e salvá-lo-á!

BOM DIA!!!


Faça o que está fazendo, como se esta fosse a última coisa a ser feita por você. Quantas vezes, desde a sua infância, você ouviu este conselho de sabedoria? Em vez de se assustar com ele, tome-o como lição para que cada ato seu seja praticado com aquele cuidado que não pode merecer repreensão, senão louvor. Fazer bem tudo o que se faz é merecer o prêmio tão sonhado por qualquer um. Quem não quer ser premiado pelo que faz? Quem não deseja que Deus se alegre com sua ação

Aproveita todas as oportunidades

Aproveita cada oportunidade para agir de forma elevada.

Há quem espere extraordinários momentos e ocasiões
especiais, que possivelmente não chegarão.

Não será o que faças, que te tornará grande e importante,
porém como faças cada coisa que te transformará em valioso.

A árvore gigante se origina em pequenina semente.

O Cosmo é o resultado de partículas e moléculas invisíveis.

Torna-te grande nas pequeninas coisas a fim
de que não te apequenes nas grandiosas

O teu riso

"Tira-me o pão, se quiseres,
tira-me o ar, mas não
me tires o teu riso.

Não me tires a rosa,
a lança que desfolhas,
a água que de súbito
brota da tua alegria,
a repentina onda
de prata que em ti nasce.

A minha luta é dura e regresso
com os olhos cansados
às vezes por ver
que a terra não muda,
mas ao entrar teu riso
sobe o céu a procurar-me
e abre-me todas
as portas da vida.

Meu amor, nos momentos
mais escuros solta
o teu riso e se de súbito
vires que o meu sangue mancha
as pedras da rua,
ri, porque o teu riso
será para as minhas mãos
como uma espada fresca.

À beira do mar, no outono,
teu riso deve erguer
sua cascata de espuma,
e na primavera, amor,
quero teu riso como
a flor que esperava,
a flor azul, a rosa
da minha pátria sonora.

Ri-te da noite,
do dia, da lua,
ri-te das ruas
tortas da ilha
ri-te deste grosseiro
rapaz que te ama,
mas quando abro
os olhos e os fecho,
quando meus passos vão,
quando voltam meus passos,
nega-me o pão, o ar,
a luz, a primavera,
mas nunca o teu riso,
porque eu morreria."

No tato


Preciso achar,
não sei exatamente em que lugar,
busco pela percepção e sensibilidade.

Fujo da minha razão,
isso é um fato,
prefiro ir em busca de outro som
para não deixar o caminho pela metade.

Quem sabe num vôo de passarinho
meu espírito fique exposto?

No tato,
tenho me lanhado nos espinhos
mas preciso das mãos,
para achar meu rosto..

Desprazer


Portas
costumeiramente fechadas,
gritos de sofrer.
Quando em visitas, escancaradas
como nada tivessem a esconder.

Quem disfarça o olhar desatinado,
o triste no rosto pintado,
um ponto que não tem como volver?

São seres humanos!
Vão lá quando não estejam esperando!
Tenham este desprazer!
Verão espíritos já sem dono,
sem vontade de viver!

Desencontros

Quantas vezes você acreditou estar
á um passo das realizações,da felicidade de ver um sonho se
realizar e na hora "H",tudo deu errado,
de maneira até inacreditável?Quantas vezes você julgou estar diante
do amor da sua vida,daquela pessoa especial que te faria
feliz para a eternidade,e de repente, o que era doce azeda,e vira passado em poucos dias...Quantas vezes a mulher sonhadora
engravidou,e antes do terceiro mês de gestação,teve um aborto do nada,
derrubando sonhos,aniquilando com as esperanças
e um mundo todo dela,onde só restam enxovais
e lágrimas...Quantas vezes na admissão
de uma empresa,depois de muitas entrevistas você tem
a certeza de que vai ser chamado,e o tempo passa e nada,
você descobre que chamaram o outro.São fases,
momentos que parecem castigos,e a alma enfraquecida pode
se entregar a lamentação,criando uma energia muito ruim,
desoladora mesmo.Mas aqueles que não desistem,
aqueles que tem um sonho,e lutam por ele,
vão tentando por todos os lados,e mães engravidam aos 50,
e operários viram Presidentes,e contínuos viram diretores das empresas,e onde só se via mato,
hoje se vê um jardim,e ruas esburacadas são asfaltadas,riachos viram rios e rios
deságuam no mar,
se agigantam...Essas pessoas,
testadas no fogo das desilusões,vencedoras pela persistência,
costumam levantar tijolos no ar,plantam na areia ou no barro,
porque sabem que,o impossível é apenas algo que
ainda não tomou forma,mas que é tão palpável quanto
os seus desejos de vencer.Vista-se dessa determinação,
não fique apenas na fé,TENHA CERTEZA!se hoje não foi o seu dia,
amanhã será,e o amanhã é apenas uma
virada de ponteiros,no grande e poderoso
relógio do tempo,tempo que é quase nada para quem
já chegou até aqui.
NÃO DESISTA DE LUTAR,
vencer é apenas a conseqüência.Eu acredito em você.

quarta-feira, 28 de março de 2007

NÃO SOU DE NINGUÉM

Não sou de ninguém, talvezDe um outro, que aqui não está,E espero sereno a minha vez,Para ser só o que não há.

Minha eterna saudade de mim,Minha saudosa resignação,Lembra-me o que fui para ti,Quando eu ainda era só coração.

Recolhi-me ao mistério de meu Ser, descobri as diferenças,Quando o que tinha também era teu.

E nesta circunstancial ponte,Entre o que fui e as minhas ausências,Redescubro, enfim, a minha fonte.

Mãe, Deus te abençoe

Quero, Mãezinha, agradecer-te, em festa, por tudo o que me dás ao coração, entretecer-te uma canção modesta, mas todo esforço é vão... Se pudesse dizer a gratidão que sinto por teu santo carinho protetor, precisaria conhecer na essência toda a glória do amor. Tens o segredo da Bondade Eterna, Deus me acena e sorri por tua face... Não há sábio no mundo que defina o Sol quando aparece, o lírio quando nasce!... Falar de ti, mostrar-te? isso seria, como explicar da Terra , olhando a Altura, a doce maravilha de uma estrela a guiar o viajor em noite escura. Converto em prece o reconhecimento, que de meu peito humilde se extravasa, rogando ao Céu te envolva em rosas de ventura, anjo sustentador de nossa casa!... Deus te guarde, Mãezinha, pelo berço, descuidado e risonho, em que me acalentaste para a vida, como flor de teu sonho. Deus te engrandeça pelos sacrifícios e pelos sofrimentos que te impus, quando em pranto escondido te arrasavas para ser minha luz. Deus te compense pelas noite tristes de aflição que te dei, pelo perdão de tantas vezes, tantas!... Quantas foram, não sei... Deus te enalteça a fonte de ternura, que nunca se enodoa e nem se cansa, pelo cuidado com que me restauras, ante o dom do trabalho e a força da esperança! Perdoa se te oferto unicamente, na minha devoção de todo dia, o meu ramo de flores orvalhadas nas lágrimas que choro de alegria! Com júbilos divinos, Mãe querida, que a Celeste Bondade te coroe!... Por tudo o que nos dás nos caminhos da vida, Deus te exalte e abençoe!.

NÃO DESISTA DA VIDA

A partir de um lindo pensamento de Lamartine, meu sábio amigo e guru L'Inconnu, traçou uma de suas obras primas (palavras em negrito), que transcrevo e comento abaixo. Parabenizo L'Inconnu pela beleza de trabalho.

Vejam só:
"Justo quando a lagarta achava que o mundo tinha acabado, ela virou uma borboleta"
Lamartine

Resista!!

Enquanto tivermos forças, devemos resistir à idéia de derrota, e sempre procurar uma maneira de atingir nossos objetivos. Os gaúchos tem uma expressão que revela bem essa disposição: "Não está morto quem peleja..."

Resista um pouco mais... mesmo que as feridas latejem e que a sua coragem esteja cochilando.

Muitas vezes chegamos perto do limite de nossa resistência. E bate aquela vontade de mandar tudo pro espaço e entregar os pontos. É chegado o momento de buscar lá no fundo do poço aquela reservazinha de vontade que o Amigão sempre deixa para todos.... O negócio é saber retirar lá do fundo e iniciar a reação. Só há uma circunstância que nos impede de reagir. É a morte.

Resista mais um minuto e será fácil resistir aos demais.

É aquele restinho de forças que ainda temos... esse minuto que pode ser fatal ou vital, dependendo de nossa atitude.

Resista mais um instante, mesmo que a derrota seja um ímã... mesmo que a desilusão caminhe em sua direção.

Quando estivermos mesmo no bagaço, no limite do limite, ainda cabe a última pergunta: "Será que não há nada mesmo a fazer?" Ainda estamos respirando? Então sempre há algo a fazer. Pensar na busca de uma saída. E se não der certo... pelo menos tentou-se.

Pelo menos ficou o consolo de ter lutado até o último suspiro...

Resista mais um pouco, mesmo que os invejosos digam para você parar... mesmo que a sua esperança esteja no fim.

Vocês já notaram que, quando a situação está nesse limite perigoso, sempre aparece algum "amigo" para tirar a última azeitona da empadinha? É aquele tal que balança negativamente a cabeça, dizendo: Ferrou-se. Por que será que sempre essas figuras soturnas estão desejando que alguém se dane? Muitas vezes é inveja mesmo. Quem não tem esse sentimento mesquinho, procura ajudar e não empurrar mais para o fundo, tirando o pouco ânimo de que ainda dispomos...

Resista mais um momento, mesmo que você não possa ainda avistar a linha de chegada... mesmo que as inseguranças brinquem de roda à sua volta.

Dureza... Estamos no talo mesmo. A coisa parece mesmo estar perdida. Não vemos o fim... Mas... talvez esteja depois daquela curva. Ela até que não está longe... com um pouco de esforço chegaremos lá. É aquele algo mais necessário para se começar a reação. Quando o objetivo está longe, e parece inalcançável, vamos por partes (como fazia com muita propriedade, Jack, o Estripador).

Resista um pouco mais, mesmo que a sua vida esteja sendo pesada como a consciência dos insensatos, e você se sinta indefeso como um pássaro de asas quebradas.

Meu amigo L'Inconnu é jogo duro mesmo. A coisa está abaixo... bem.... do cachorro. Não existe nada mais indefeso do que um pássaro de asas quebradas, a não ser um peixe fora d'água. Mas este ainda pode dar um último salto e voltar para a água. E é isso o que podemos e devemos fazer... tentar o último salto, que nos permita recomeçar a viver. Agora o pássaro de asas quebradas... e se houver um gato nas vizinhanças, então... A saída é ser um peixe fora d'água, ao invés do passarinho do L'Inconnu...

Resista, porque o último instante da madrugada é sempre aquele que puxa a manhã pelo braço e essa manhã bonita, ensolarada, sem algemas, em breve nascerá para você, desde que você resista.

Linda imagem esta... Visualizem o nascer do sol... Um dos mais belos espetáculos da Terra. É o renascer da vida. É o renascer do amor. É o prêmio para quem não desistiu, e conseguiu seu objetivo. Quer prêmio melhor do que este? Eu não conheço...

Resista, porque eu estou sentado, na arquibancada do tempo, torcendo ansioso para que você vença e ganhe o troféu que você merece: A FELICIDADE...

Sem mais comentários. Só quem resistiu e chegou lá, é que pode entender como é gostoso poder olhar para trás e ver quantos obstáculos foram vencidos, quantos leões e crocodilos passaram fome por sua gana de viver. É gratificante ainda ter forças, erguer os olhos para o céu, e dizer: OBRIGADO AMIGÃO pela vida que me destes, pelos problemas que enfrentei, pelos obstáculos que superei.

Tenham uma BOA NOVA SEMANA.

A Flor Anna Müller

Como um jardim bem cuidado,
sempre a se renovar, e
com coloridos suaves,
Anna vem encantar.

Seu carinho e delicadeza,
esta sempre a nos conquistar,
a ternura de seus gestos, em
versos a nos embalar.

Anna Müller semente de amor,
que nosso coração se
orgulha em cultivar

Pode confiar

Confia sempre na ajuda divina.

Quanto te sentires sitiado, sem qualquer possibilidade
de liberação, o socorro te chegará de Deus.

Nunca duvides da paternidade celeste.

Deus vela por ti, e te ajuda, nem sempre como queres,
porém, da melhor forma para a tua real felicidade.

Às vezes, tens a impressão de que o auxílio
superior não virá ou chegará tarde demais.

Passado o momento grave, constatarás que o recebeste
alguns minutos antes, caso tenhas perseverança à sua espera.

BOM DIA!!!




Busca teu prazer, tua alegria e deixa manar em ti a realidade da vida.Permite que teus pés sintam a maciez e o frescor da grama orvalhada,que teus olhos encontrem as águas dos rios a fluírem livremente pelos seus cursos.Sente teu silêncio e consente que a paz seja tua, que a paz repouse sobre o teu mundo, sobre os teus pensamentos, sobre as tuas escolhas.Não te deixes em lugares neutros, onde a vida está ausente.Começa a caminhar.Não importa para onde vás, apenas dá o primeiro passo e encontrarás todos os outros que ser-te-ão necessários para que encontres a tua alegria.O início está em ti, está no momento onde te decides pelo movimento.Um movimento sem pressão, sem esforço. Apenas deixa ser, apenas acolhe o novo.Vê, não há dia igual ao outro e, no entanto, tua mente resiste para quase sempre pensar e sentir as mesmas coisas.Dá este dia para o teu prazer, para o teu contentamento.Realiza em ti apenas o que teu coração abençoa, apenas o que teu ser acolhe com gratidão

Persistência...

Nas lutas diárias da vida, lembre-se de que tudo tem um tempo próprio para realizar-se. A árvore mais alta do mundo, um dia foi semente. O mar gigantesco é formado por pequenos rios que despejam suas águas em um encontro marcado. A hora do relógio é formada por segundos que se juntam para formar o minuto. A casa mais bela e rica, um dia foi apenas projeto. Assim, tudo segue um cronograma e na Lei Divina nada segue aos pulos ou com privilégios, tudo é justiça pura. Sabendo que o mundo é construído por etapas, que tudo está em seu devido lugar e no devido momento certo, não abandone seus sonhos, não desistas de lutar pelo seu crescimento. Refaça seus planos se preciso for, ajuste-o ao momento atual e se agarre com Deus. Acredite na sua força, mas acredite também que você nunca está sozinha; em nenhum momento os anjos te abandonaram, talvez você não tenha deixado eles se aproximarem, mas eles sempre estarão perto de você. Não se assuste com as atitudes das pessoas que te cercam; nem sempre elas estão no seu melhor dia, e todos nós temos o direito de estarmos chateados ou até tristes e sem vontade de falar com ninguém. Portanto, respeite o indivíduo que existe em cada pessoa; não crie expectativas com a vida dos outros, você acaba se machucando e fazendo com que as pessoas se sintam responsáveis por atitudes que só você esperava, que você nem sequer comunicou a pessoa interessada, apenas desejou em seu íntimo. Tudo tem seu tempo! E o seu tempo de plantar é todos os dias; é a cada minuto. Semeie amor, distribua sementes de carinho e em breve você irá ter a maior colheita de felicidade que um ser humano pode ter. Nada supera o amor, velhas mágo as desaparecem sob a ação do amor; inimigos se abraçam em nome do amor; parentes afastados se reencontram em nome do amor, e você será abençoado pelo amor que Deus derrama, todos os dias, sobre a sua cabeça em sinal de que Ele acredita em você, sempre!

Estou Te Esperando

Cheia de encanto e vaidades,
cuido-me para a sua chegada,
estou te esperando amor,
meu coração dispara só de imaginar
esse grande momento, que
em seus braços vou sorrir de encantamento.

Estou te esperando, porque
sua presença mesmo a distância,
me prende e entrelaça nossos
corações.

Quero viver essa paixão que
ilumina meus dias e perfuma
minhas noites, ter a certeza de que
em seus braços, nossos sonhos serão
realizados.

Sei que virá...Estou te esperando...
Como é bom com você sonhar.
Estou te esperando, venha
essa mulher realizar

Vento...

Vento que em forma de brisa suave,
toca meu rosto e trás a
lembrança de meu amor,
o perfume doce das manhãs
tranquilas.

Vento que vem do mar tranquilo
nas noites de lua cheia
e sopra nossos corpos nos dando
leveza e encantamento

ETERNAS DUVIDAS

O amor... uma dúvida eterna...a busca de uma carícia terna,será sincero aquele beijo?haverá um real desejo?Busca-se a reciprocidade,para eterna felicidade...É o que deseja um amante coração,totalmente em sua razão...Mas o amor é incoerente,por vezes até demente...Buscamo-lo, tentamo-lo...Por vezes o encontramos, e não o encontramos,sem perceber sua presença...Coisas do coração,e desta insana razão...

O CIRCO

Ontem eu estive aqui, num paraíso chamado Circo, e o que vi era um espaço pequeno demais para tanta alegria; havia luzes, brilho, som, uma festa enfim.O coração de cada pequenino estava acelerado pela expectativa, e apertavam a mão dos pais com força, como se pudessem adiantar o relógio com esse movimento.A festa começou!E felizes desfilaram reis e rainhas, na figura cômica dos palhaços, na imagem trágica do trapezista, na ternura que pairava no olhar da elefanta Carla, na valentia dos leões, no equilibrista, desfilaram enfim, aqueles que são reis da alegria, que conseguem comover uma criança, enternecer um velho ou fazer os dois rirem.Ontem aqui, havia um parêntesis do mundo, um pequeno espaço onde o que prevalecia era o ser humano, onde não se falava em guerra, em crianças abandonadas, porque nenhuma estava abandonada, onde a política não existia, porque a política não é mais uma ciência de homens,apenas uma máquina de fazer monstros; ontem aqui, era possível ser feliz.As crianças estavam com seus pais, coisa tão rara em nossos dias, e os seus rostinhos brilhavam como se fossem fluorescentes, talvez porque se sentissem importantes, privilegiados pela presença de pessoas que se dedicavam apenas a fazê-las sorrir.Os homens, sempre tão compenetrados em fazerem jus ao sexo masculino, ontem aqui, eram apenas "gente"; gente que ri, que chora, que sofre, que perdoa, gente que vive.E as mulheres... Ah! Benditas somos! Estávamos todas aqui, sem panelas, sem relógios, sem vassouras, só com a pequena parte que nos cabe de distração. E tivemos também nossos reis e nossas rainhas, tivemos também nossas fantasias...E hoje eu voltei aqui... e havia um espaço tão grande!Impressionante como a tristeza tem poder sobre o tamanho! Como ela pode transformar um cubículo em infinito!E hoje era tudo tão triste aqui!O silêncio... as poucas luzes ajudando os trabalhadores a destruírem o que sobrou da alegria... as pessoas cabisbaixas andando pra lá e pra cá... a geral sempre tão frenética, amontoada num canto, entulho apenas... o trapezista, nada mais que um homem, igual aquele que senta no bar e bebe cerveja todos os dias... a moça do pêndulo da morte, parada na porta do carro, sanduíche na mão... e o mágico, de mãos tão suaves, movimentos ágeis, de repente está ali, carregando cadeiras, consertandomotores, não é mais um rei...O rei está na mala, carregada com esforço pelo equilibrista suado... e os índios já não são mais nada, com suas calças jeans.Tudo acabou... o circo se foi.

MEU VERDADEIRO POEMA

Nem sei por quantas vezes peguei o bloco e a caneta
Fiquei com o olhar perdido no branco das folhas vazias
Vinham à minha cabeça palavras sem sentido
Sentia-me cada vez mais vazio na procura das palavras
As poucas palavras que se me afiguravam agora também eram brancas
Fundiam-se dentro da minha mente com a brancura do papel
Onde com o olhar esquecido, não percebia passar o tempo

Vencido pelo cansaço, fechei os olhos
Deixei-me ficar num imaginário pedaço de céu estrelado
Deitado em nuvens de algodão
Com o olhar fixado no infinito
Meu coração parecia estar descompassado
Lembrei-me que em cada manhã
Existe um novo despertar
Existe o momento mágico
Em que as trevas dão lugar a luz

Você chega no momento do reencontro
Aos primeiros brilhos das estrelas
Dirige-se ao meu jardim de sonhos
Toca meu corpo
Sorri em silêncio
Num mudo convite para o amor
Que só os amantes entendem
E baixando-se delicadamente
Toca com seus lábios minha nuca
Morde minhas costas e
Num rápido movimento encosta seus lábios nos meus
E o amor acontece

Todos os dias um poema acontece
E não precisei mais olhar para o infinito
E nem me importava mais em não conseguir escrever uma poesia
Porque olhando seus olhos
Vi que meu maior e verdadeiro poema é você

terça-feira, 27 de março de 2007

À Procura Da Alma Gêmea

Te procurei pelos desertos da vida,pelas sombras das florestas, dentro das matas, à margem dos rios...Te procurei, quando o sol já nascia,quando a lua chegava ao meu coração...Te procurei, incansável, em tanta jornada,por todo o caminho, que eu pontilhava,marcado tão triste pelo meu pranto...Sabia que um dia te achava, mesmo escondido,mesmo perdido, mesmo sentido, mesmo prá mim...Ah! eu sabia que esse dia chegava,pois eu esperava tão ansiosapelo momento que eu tanto queria...Não desisti da busca incontida,da alma querida, que eu esperava...Sempre te quis, só não sabia,que era meu sonho que eu realizava,quando nas noites insones que eu tinha,dormia um pouquinho e nesse pouquinho,mudando meu canto, contigo sonhava...

O Tédio

Venho doutor fazer-vos uma consulta
O mal que me punge e esteriliza a mocidade e o espírito
Resulta de uma chaga que nunca cicatriza.
Muito embora comum a toda gente
A dor que sofro essa atroz hipocondria
Tanto me traz pensativo e doente
Que já não sei o que é paz nem alegria.
Sendo o mais sábio clínico do mundo
Sois também um filósofo notável
Curareis esse mal inexorável
Que me esmaga o organismo fibra a fibra
Que me enevoa o cérebro e o condensa.
Eu tenho um coração que já não vibra
E suporto uma cabeça que não pensa.
Diga-me amigo: alguma vez amou?
Nunca em seu peito estrurgiu das paixões um temporal desfeito
Como as vagas do mar que se agita e encapela
Ao soturno rumor do vento e da procela?
Em lúbricos festins eu passei a mocidade
Percorri viajando o mundo e a humanidade
E mulheres, todas.
Cujos lábios beijei em bacanais e bodas.
E como fui voltei sem achar lenitivo
Para esse grande mal que assim me traz cativo.
Freqüente o circo amigo
Quem sabe a figura brejeira do famoso Alerquim,
Que desta cidade inteira palmas e aclamações, constantemente arranca
Talvez lhe restitua a gargalhada franca.
Vejo doutor que meu caso é perdido
Pois o Truão que diz falais
Esse palhaço querido
Que vive no coliseu assim tão aclamado
Tem um riso de morte, um riso mascarado
Que encobre a dor sem fim do tédio e do cansaço
Sou eu doutor
Sou eu esse palhaço

Meu nome é Felicidade

Faço parte da vida daqueles que tem amigos,pois ter amigos é ser Feliz.
Faço parte da vida daqueles que vivemcercados por pessoas como você,pois viver assim é ser Feliz!
Faço parte da vida daqueles que acreditamque ontem é passado, amanhã é futuroe hoje é uma dádiva,por isso chamado presente.
Faço parte da vida daquelesque acreditam na força do Amor,que acreditam que para uma históriabonita não há ponto final.
Eu sou casada, sabiam?Sou casada com o Tempo.
Ah... O tempo é lindo!Ele resolve todos os problemas.Ele reconstrói corações, ele cura machucados,ele vence a Tristeza...
Juntos, eu e o Tempo tivemos três filhos:A Amizade, a Sabedoria e o Amor.
A Amizade é a filha mais velha.Uma menina linda, sincera, alegre.A Amizade brilha como o sol...A Amizade une pessoas,pretende nunca ferir, sempre consolar.
A do meio é a Sabedoria...culta, íntegra,sempre foi mais apegada ao Pai, o Tempo.A Sabedoria e o Tempo andam sempre juntos!
O caçula é o Amor.Ah! como esse me dá trabalho! teimoso, às vezes só quer morar em um lugar...Eu vivo dizendo:Amor, você foi feito para morar em dois corações,não em apenas um...O Amor é complexo, mas é lindo, muito lindo!Quando ele começa a fazer estragoseu chamo logo o pai dele, o Tempo...e aí o Tempo sai fechando todas as feridas que o Amor abriu!
Uma pessoa muito importante me ensinou uma coisa...Tudo no final sempre dá certo,se ainda não deu, é porque não chegou o final.
Por isso, acredite sempre na minha família!Acredite no Tempo, na Amizade,na Sabedoria e principalmente no Amor...
Aí, com certeza um dia, eu, a Felicidade,baterei à sua porta !
Tenha Tempo para os Sonhos...Eles conduzem sua carruagem para as Estrelas!
Pensem nisso e tenham um dia maravilhoso

BOM DIA!!!


Seja o mesmo, dentro e fora do lar. O lar é a sociedade em miniatura! A sociedade é o lar ampliado. Num e noutra, seja o mesmo: firme em sua palavra, seguro em seu pensamento, honesto em seus atos, calmo na confiança em si mesmo. O homem é o que é. E a manifestação externa reflete o estado íntimo de nossa alma.

O VENCEDOR

Eu estava observando algumas pequenas crianças jogando futebol. Aquelas crianças tinham apenas cinco ou seis anos de idade, mas estavam jogando um jogo real, um jogo sério. Dois times, completos, com técnicos, uniformes e pais. Eu não conhecia nenhum deles, assim eu podia desfrutar o jogo sem a ansiedade da vitória ou derrota. Eu os chamarei apenas de time Um e time Dois. Ninguém marcou no primeiro tempo. As crianças estavam hilárias. Eram desajeitados e empolgados como só as crianças podem ser. Eles caíam em cima das próprias pernas, tropeçavam na bola, chutavam a bola e a erravam, mas eles não pareciam se importar. Estavam se divertindo! No segundo tempo, o jogo ficou dramático. Eu acho que a vitória é importante mesmo quando se tem cinco anos. O time Dois faz o primeiro gol. O goleiro do time Um deu tudo de si, atirava seu corpo em frente as bolas que vinham, tentando defender valentemente. O time Dois, cercou o goleiro e bola pra lá, bola pra cá: fez o segundo gol. Isto enfureceu o pequeno goleiro. Ele gritava com seus colegas e se empenhava com toda a força que podia. O time Dois faz o terceiro gol. Eu logo descobri quem era o pai do goleiro. Ele tinha boa aparência, simpático. Eu podia apostar que tinha vindo direto do escritório, gravata e tudo. Ele gritava encorajando o filho. Depois do terceiro gol o pequeno goleiro mudou. Ele viu que não podia parar o adversário. O fracasso estava estampado em seu rosto. Seu pai mudou também. Ele tinha incentivado seu filho, gritando conselhos e palavras de encorajamento. Mas então mudou; ele ficou ansioso. Tentou dizer que estava tudo bem mas ele sofria com a dor que seu filho sentia. Depois do quarto gol, eu sabia o que ia acontecer. Eu já tinha visto isto antes. O pequeno está necessitado de ajuda, e não havia ajuda. Ele pegou a bola na rede e entregou ao juiz, e então ele chorou. Ele apenas ficou lá, parado enquanto lágrimas enormes rolavam bochechas abaixo.. Ele caiu de joelhos, e então eu vi seu pai invadir o campo. Sua esposa ainda tentou segurá-lo, - Jim, não. Você o deixará ainda mais embaraçado. Mas o pai do menino ignora que o jogo está em andamento. Terno, gravata, sapato e tudo, ele corre até seu menino. E ele o abraçou e beijou e chorou com ele! Ele carregou o menino e quando chegaram à lateral do campo eu escutei ele dizer, - Filho, estou muito orgulhoso de você. Você foi grande. Eu quero que todos saibam que você é meu filho. - Papai, - o menino soluçou - eu não consegui parar eles. Eu tentei, Papai, Eu tentei e tentei e eles fizeram o gol em mim. - Filho, não importa quantos gols eles fizeram em você. Você é meu filho e eu estou orgulhoso de você. Eu gostaria que você voltasse lá e terminasse o jogo. Eu sei que você quer sair, mas você não pode. E filho, você vai levar gol outra vez, mas isto não importa. Continue, vá. Isto fez diferença. Quando se está completamente só, e está levando gols, e não pode parar o adversário, é importante saber que isto não importa para aqueles que amam você. O pequeno moleque correu de volta ao campo. O time Dois fez mais dois gols, mas tudo bem. E no jogo da vida, eu tento arduamente. Eu atiro meu corpo em todas as direções. Eu me esforço com todo o peso de meu ser. E quando levo os gols e as lágrimas vêm e eu me ajoelho desanimado, meu Pai Divino corre campo adentro, na frente da multidão inteira, a multidão que zomba e ri, e Ele me pega no colo, me abraça e diz - Eu estou muito orgulhoso de você! Você esteve grande lá. Eu quero que todos saibam que você é Meu filho. E como Eu controlo o resultado do jogo, Eu lhe declaro o vencedor!

RECORDAR É VIVER

Recordar é, na verdade,reviver momentos de felicidade,momentos que deixaram aquela recordaçãoque aquece e revigora o coração...Momentos de intenso carinho...Momentos de doce emoção,Aquele beijo roçadinho...Aquele toque de mão...Algo que deixa marcas na alma,e cuja lembrança a tristeza acalma...Nossa alma tem necessidadedesses momentos de enlevo...De reviver aquela sensaçãoque nos perturba a razão...Doces momentos de amor...Recordemo-los, sentindo novamente o calorsentido quando os vivemos...Recordar é mais que viver...É um doce reviver...

A BRINCADEIRA DO AMOR

O amor, na verdade, é uma brincadeira...Uma brincadeira que o alegre coraçãofaz com a sisuda razão...Esta nos manda tomar cuidado, não deixar o coração apaixonado...Mas este não dá a mínima atenção,pois gosta de sentir a sensaçãode uma terna e quente paixão...Por vezes, essa brincadeiraé uma grande besteira,dando razão para a tal da razão...Mas com razão, ou não,como é gostosa essa emoçãoque por vezes nos invade,sem olhar sequer para a idade,pois chega, nos domina,e a tal da razão se desatina...É melhor ter um coração brincalhão,que sequer se lamentaquando alguma dor experimenta...

BATE CORAÇÃO

Na batida do coração,
sentimos nossa emoção...
Bate coração,mostre que não é enganador,que não faz apenas sentir dor...A dor por não ter aquela presença,
pode te deixar sem saber o que fazer...
Um amor ausente,basta vivenciá-lo,basta aceitá-lo como ele te chegar...O importante é saber amar,
e jamais se desesperar...

A VERDADERA ISTÓRA D' ALICE NU PAÍS DAS MARAVIA

Inzistia uma menina sanhada
qui si chamava di alice
era muito tinhosa e danada
vivia cuntando invencisse
num havia cum quem num bulisse
quando dava suas escapada.

Um dia arranjô um namorado
qui ela apelidou di cuelho
pois na hora du riscado
o cabra ficava vremeio
deixava as coisas no meio
i dizia que tava cansado.

A tár di Alice inconformada
resorveu di ganhá mundo
meteu o pé nas estrada
procurando algo rotundo
que penetrasse profundo
e a deixasse refestelada.

Cunheceu u zé lagartão
e estranhou seu apelido
e ele deu a ixplicação
é que era cebeludo i cumprido
cuxixou nu seu ouvido
e a Alice o alisava na mão.

Teve um homi di chapéu
qui era doido di dá nó
mai fazia ela ir nu céu
era cheinho di trololó
e judiava sem dó
da Alice cabelos di mel

Teve um gato sorridente
todo manhoso e ladino
foi chegano mansamente
e alice foi consentindo
para ele foi se abrindo
e passou as horas contente

Mai tudo qué bão si acaba
i sempre há di te uma vilã
pareceu uma rainha das brava
a dona dum tar bataclã
onde vivia as cortesã
e que as cebeça cortava

Alice saiu bem avoada
pro lugar dondi tava primero
a sorte da manina arretada
foi que o tal namorado cueio
na pendenga entreveio
e levou ela pra casa.

Pra num ficá desmerecida
e seguir de moça di familia
inventou uma história cumprida
de um reino di fantasias
um tar país das maravilhas
ondi tinha ido adormecida.

I aqui incerro o meu causo
du jeitim qui vi acintecê
num dianta ficá bravo
si antis fizeram oce lé
outra históra pra ti convecê
qui Alice num tinha seus cacho.

segunda-feira, 26 de março de 2007

pensamento


DE PAI PARA FILHO

Filho!
O que me pedes, é o que todo pai gostaria de ouvir.
Acho até, que lestes o meu pensamento.
Filho!
Devo adverti-lo da caminhada que irás percorrer.
Por isso, não posso deixar de falar-te da minha preocupação.
Sei que és bondoso, porém, precisarás muito mais do que isso.
Tu bens sabes que é meu filho predileto,
E da enorme responsabilidade que estais assumindo.
Outros teus irmãos percorreram e ainda percorrem este mesmo caminho.
Irás encontrar-se com eles.
Alguns te reconhecerão,
Outros, fingirão que não te conhece.
Vai Filho!
Terás o meu apoio em toda atitude tomada.
Como também, toda a minha compreensão num gesto equivocado.
Não terás privilégios, somente os meus ensinamentos.
Saiba como usá-los e verá os resultados.
Rirão das tuas convicções,
Olharão com desconfiança os teus gestos, tuas palavras.
Cuspirão no teu rosto, marcarão o teu corpo.
Olhes para os mais pobres, os mais famintos.
Estes, precisarão de mais cuidados.
Dê-lhes o conforto da alma,
Mas também, dê-lhes o pão.
Sentirás na carne o ódio dos homens, teus irmãos.
Como também a agonia da tua mãe,
E terás que reconfortá-la.
Serás tentado de toda maneira,
Querendo desviá-lo da tua missão.
Filho!
Não deixes que te envolvam no que achas que não é certo.
Pagarás caro com a tua ousadia, pelo seu modo de vida.
Acho até, que com a tua própria vida.
Vai Filho!
Cumpra o teu desejo e vontade.
Eles precisam de ti e não sabem.
Mostre-lhes a verdade, só a verdade.
Vai Filho!
Tens a minha benção para a tua decisão.
Tens o apoio de um Pai amigo.
Vai Filho!
Quando nascerdes na Terra,
Teu nome será Jesus.

A amizade

Torna-te amigo de todas as pessoas.

A amizade é um tesouro do espírito, que deve
ser repartido com as demais criaturas.

Como um sol, irradia-se e felicita quantos a recebem.

Há uma imensa falta de amigos na Terra, gerando conflitos
e desconfianças, desequilíbrio e insegurança.

Quando a amizade escasseia na vida,
o homem periga em si mesmo.

Sê tu o amigo gentil, mesmo que, por enquanto,
experimentes incompreensão e dificuldades

BOM DIA!!!



Senhor,
Plantai em meu coração a sementeira do amor. E ajuda-me a fazer feliz o maior número da humanidade possível, para ampliar seus dias risonhos e resumir as noites tristonhas.
Transforma meus rivais em companheiros, meus companheiros em amigos e meus amigos em entes queridos.
Não me deixes ser um cordeiro perante os fortes e nem um leão diante dos fracos.
Da-me o sabor de saber perdoar e afastais de mim o desejo de vingança.
Senhor, iluminai meus olhos para que eu veja os defeitos de minha alma e vendai-os para que eu não comente os defeitos alheios.
Senhor, levai de mim a tristeza e não a entregueis a mais minguém.
Enchei meu coração com a Divina fé, para sempre louvar o Vosso nome e arrancai de mim o orgulho e a presunção.

O dia de hoje

O que realmente te importa? O salário ou o emprego? A bolsa ou a vida? O beijo ou o amor? O conhecido ou o amigo? O que realmente te faz feliz? Um tapinha nas costas ou um abraço fraterno? Uma palavra que te adoça ou a sinceridade de quem te ama? Um passeio com a pessoa amada ou uma viagem com desconhecidos? Trabalhar para ganhar ou ganhar para trabalhar? Comer para viver ou viver para comer? Ter alguém para não sentir solidão ou, ter solidão para não ter alguém por ter? O que você espera deste dia? Que seja melhor que ontem apenas, ou o melhor dia dos últimos tempos? Que os sonhos se concretizem ou você nem sonha mais? Que Deus abençoe o dia ou você esqueceu-se de Deus? Que seja o seu dia ou o dia dos outros mais uma vez? Eu espero que a luz do sol te alcance e aqueça sua alma, mas se o sol não aparecer, que você sinta o calor do amor de Deus, que sua vida transborde de alegrias, como criança que ganha um brinquedo novo, Deus te presenteia neste dia com a vida, e vida com abundância. Use este dia com sabedoria: viva com alegria e certeza de que o melhor está apenas começando. Eu acredito em você

MORRE LENTAMENTE.....


Morre lentamente... quem não encontra graça em si mesmo. quem não lê, quem não viaja, quem não ouve música,Morre lentamente... quem destrói seu amor próprio,quem não se deixa ajudar.Morre lentamente... quem não muda de marca,não se arrisca a vestir uma nova corou não conversa com quem não conhece. quem se transforma em escravo do hábitorepetindo todos os dias os mesmos trajetos,Morre lentamente... quem evita uma paixão e seu redemoinho de emoções,justamente as que resgatam o brilho dos olhos e os corações aos tropeços.Morre lentamente... quem não vira a mesa quando está infeliz com o seu trabalho, ou amor,quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonhoquem não se permite, pelo menos uma vez na vida,fugir dos conselhos sensatos...Viva hoje !Arrisque hoje !Faça hoje !Não se deixe morrer lentamente !

Visão

Olhares que se cruzam nas esquinas da incerteza, perdidos nos caminhos trilhados outrora em dia de glória, errantes e vazios expressando agonia e tristeza, e hoje só resta um olhar insustentável e sem memória. De quem são esses olhos querendo morrer? Olhar que um dia acreditou no ideal da liberdade, e hoje apenas uma lágrima escorre num rosto disforme, ainda ontem desfilava a sentença e a soberba da vaidade, e hoje, olhando em seus olhos, perco-me na visão da sua fome. De quem são esses olhos querendo crer? Conquanto reste uma réstia finita de brilho, doe seu olhar mesmo que doa qual cárcere e escravidão, se nas brumas procura os olhos do Pai, do Espírito e do Filho, ressuscita da morte esse olhar, mesmo que por compaixão. De quem são esses olhos querendo viver?

NÃO ACORDE A SENSATEZ

Quando calo
e fico com os lábios cerrados,
é o sinal de meus sentimentos represados
que se recusam a se revelarem.
Minha luta íntima se acelera,
a angústia tosca se rebela
deixando louca as cismeiras
a me olharem...
Volto correndo para dentro de mim
e com entreveros de fatos ruins
inicio um diálogo
tétrico e aterrador;
pergunto pelo sorriso
que de mim tem fugido,
pelo amor em meu
rosto refletido...
do ciúme, que cínico me acompanha,
cúmplice da incerteza expressado
na falta de fé tamanha.
E meu peito mudo
torna meus ouvidos surdos.
Minha alma grita;
-Silêncio!...
A sensatez está dormindo,
não a acorde com suas lamúrias! -
volto a viver no mesmo caos
que a circunda
continuando minha voz ausente
da torrente
que a trás muda

domingo, 25 de março de 2007

REMINISCENCIAS

Num passado perdido, naquele amor falido, um laivo de esperança buscar, uma migalha do que foi um doce amar... Como nascem os tormentos, causando tantos sofrimentos... De que vale lembrar o que findou? Para que rememorar o que acabou? No limbo do esquecimento jogá-la, e lá esquecida deixá-la, tão dolorosa lembrança, que ainda meu ser balança... Com agonia tentar esses cacos juntar, para tentar o amor recompor, reavivar seu calor... Por que faze-lo? Por que não esquece-lo? Marcas que ficam no coração, sempre deixando aquela frustração, aquela triste sensação de uma perdida emoção... Dias perdidos, com amores falidos... Deixá-los... Olvidá-los... E assim, a vida continuar, em busca de outro amar...

PRO( FUNDO)

O ônix, reluz na face rosada, translúcido
Projeta segredos e ao âmago toca.
Buscando-me, em meu rosto pousa Fotográfico, captando-me a alma sensibiliza...


Ao re(pouso) na abrangência, no emotivo leque
Que se abre em generosidade à recepção...
À troca, ao encantamento. Chamas voláteis
Interpenetrando-se, de coração para coração...


Olhos negros que me penetram profundezas
Acariciam-me a essência com leveza e
Reencontram-se: Em verdadeiros laços de amor!

Opera Chinesa


NAMO KUAN-SHIH-YIN PU-SA
Eu Chamo pela Bodisatva Kuan Yin,
Aquela que vê e ouve o sofrimento do Mundo.


Piedosa senhora, lança na tua voz qual atriz utópica,
os tratados de paz orquestrando esta divinal opera,
àquele que ouve tantos lamentos e cuida do mundo,
e quem sabe, ele pincele de flores o teatro infecundo.


Palco enfermiço, tão fria e quão dúbia é a odisséia.O arquilho dispara, mas não há ninguém na platéia,enquanto os ecos inflamam e invertem a minha fala,o coro omisso e confuso se esconde e o palco se cala.


A dor mais insana trespassa desta gemente tão piegas. Sabe-se lá? Talvez o guerreiro traga ao ato, as tréguas, e a colorista mulher, transparência vestindo as praxes,seja o estival de cores explodindo a guerra em guaches.


O olho que te observa é de verniz, pior que o dos cegos,
uma visão que nada viu, só ouviu o silêncio ferindo o ego.
Lava o rosto fantoche e retira da maquiagem o seu giz,
eis a pálida atriz, atrás da cortina... Sem pedidos de bis!

ESTRELAS DO MAR

O céu brilha, de estrelas coalhado,o fundo mar, é com estrelas atapetado...Diz-se que de um amor impossível,entre um pequenino grão de areia,e uma estrela lá do céu,aconteceu algo incrível...Nasceu uma estrela do mar...Amores impossíveis inexistem...Imagine-se como esses dois amantes,tão longe... tão distantes,conseguiram realizar seu sonho de amor...Seja uma estrela, consolandoseu pequeno grão de areia...Juntos ainda que distantes,o amor acontecerá...Tudo explodirá num festival de luzes...e a força do pensamento,terminará esse lamento...E num encontro de luz e cor,para coroar tão lindo amor,depois de muitas estrelas contar,surgirá uma nova estrela do mar...As lágrimas de seu pranto,são salgadas como as águas do mar...Pare de chorar nesse canto,e venha para que eu possa te amar...

ESTE AMOR SECRETO

Este amor tão imenso e maravilhoso, que desperta um sentimento gostoso, é construído dentro do coração, enchendo a vida de emoção... É um sentimento que não precisa de regalias, e que vem encher as noites vazias... A única necessidade é amar-se, e, claro, apaixonar-se... De mais nada se necessita, e sentindo esse fogo devastador, queimando o coração, um doce privilégio de paixão, deixando nessa ardente sensação, tudo o que se precisa, é doação de carinhos, selando o amor com doces beijinhos, e compreensão mútua e total, aceitando o amor simplesmente... Sendo secreto, ele anima e dá forças, podendo ser desfrutado com todo calor.. Um dia poderá ser mostrado ao mundo, como ele é grande e profundo, como é intenso e duradouro, e é lindo e puro, sem nenhum desdouro... Assim são os amores secretos...

Erro

Vou sem nome! Foram pequenos os meus feitos
de outrora, destruído foi o peito nesta moagem
revestida em derrotas e sem nenhuma coragem,
caminho de aspecto baixo, nada tem mais jeito.


Desconverso e estanco os contos de esperanças
que alguém canta, o último hino, será que ouvi?
Vou sem nada, havia uma vida, mas eu não vivi
e toda esta angústia sofrida agora me alcança.


Vou com fome e sem nome, ré desse desprezo.
Paro na fila do abandono à espera da demora,
suplicando o fim da dívida. Quem sabe é agora?
Sufoco o choro na voz e cesso o martírio do peso.


Ah, quanta caligem corroendo este cálice de ferro
e os falares vomitando as mesmas contritas feridas,
no pão atormentado, da tua ou minha mão estendida.
Sem nome à lugar algum, vou expiar o eu do meu erro!

AMOR RESTRITO

Ah poeta! Sou a suportável contingência de minhas manhãs,ao deitar-me dentre anseios que abraça contestável adultério,mato minh’alma de mulher se me entrego a amores de Lacan.Vã é a poesia e o sonho que alimenta um mendicante deletério.
Ah Poeta! A covardia é história doutras damas incompletas,em olhos embaçados nas janelas mensais da espera infinita,e no flagelo da paixão lida em carta de baralho, igual coleta.Perdoa o ato, não sou pária e não traio, alcunho-me eremita.
Ah Poeta! Trilho a inocência mesmo que eu morra em mim,não tatuo o meu peito a camuflagem em vaidade de rameira,sei somente o que não sou, pantera da noite em gozo de cetim,ou rendas vermelhas fantasiando o vazio da carne traiçoeira.

BOM DIA!!!

Nossos trabalhos, nossas dedicações estão, vez ou outra, ameaçados pela falta de continuidade, pelas indecisões e interrupções que a vida nos coloca.O objetivo é nosso destino.O planejamento para atingi-lo é nosso rumo.A habilidade para driblar os obstáculos, é a forma de conduzirmos nosso barco para que a vida não se torne uma deriva; uma inconseqüência de atitudes não programadas, uma descrença em nossas realizações.

Agenda.

Organiza a tua agenda, a fim de ganhares
o tempo com propriedade.

Cada tarefa deve ser exercida
no seu respectivo momento.

O tumulto na realização, não apenas prejudica
a ordem, mas também, a sua qualidade.

Um após outro, com calma e continuamente,
realiza os teus deveres.

Abraços mais abraços

Abraços de amigos, de amor,
são sempre cheios de carinho
que nos conforta e consola
que nos liberta da solidão.
Abraços de anjos,que sorvem
a doce magia do viver.
Estrelas que iluminam meu universo.
São esses sentimentos que seus
abraços causam em mim.
Ao homem que estende a mão
pedindo uma esmola,
um pedaço de pão,
um sapato velho para pisar no chão.
Se você lhe der um aperto de mão
ele recebrá com gratidão.
O menino que no sinal faz
malabarismos em trocas
de uns trocados,
humilde ele lhe olha,
se você além do dinheiro lhe
dá um sorriso, ele viu que
encontrou um amigo um irmão.
Viu que ainda pode ter a
esperança de um dia ser amado
e respeitado então.
Abraços de almas, são como
sinos de anjos, a tingir seu oração,
a infundir-lhe coragem,
fazendo-o acreditar que o amor
existe, basta apenas acreditar.

A VIDA É UM PESO

O pesar assolou-me o espírito,
por causda das incompreensões vividas!
Vívidas são as lembranças dos fatos,
desencantando-me - um verdadeiro cansaço!

Sim! Pesa-me nos ombros o pesar, farto!
Parece um cruzeiro armado de pecados,
Vêm-me à mente, cemitérios, lápides...
...idéias de morte desenho, lentamente com um lápis!

Rabisco nas folhas brancas, um cadáver pálido,
coroado de rosas e espinhos, tal como foi a vida:
um ato falho, gritos presos na garganta...

Para manter a harmonia , escondo o pranto!
Será que vale a pena, calar-me tanto?
Esta a pergunta que faço em forma de canto!

Sem Tempo

Correndo contra o tempo, vivo sem tempo,
Com o coração nas mãos e saudades de você
Escrevo em meu diário, lágrimas de amor perdido
Neste emaranhado de caminhos entrelaçados.

Rompo todas as barreiras na loucura de ver seu rosto,
Mas falta-me forças para encarar o meu destino sozinho
E nas entrelinhas de seu corpo inspirar-me em sua fragrância
Que a distancia nos impõe e nos obriga a esta separação.

Tempo...tempo, vivo a implorar o seu regresso das tardes
Lindas sob as águas da cachoeira, a banhar nossos corpos
E dos momentos de amor vividos e esperados,mais uma vez.

sábado, 24 de março de 2007

APRENDI A TE AMAR

Aprendi a te amar,
Assim como amo o sol, a lua!
Sem medo sem dúvidas
Meu coração se abre
Num passe de magia...
Aprendi a te amar...Com seus defeitos
Como amo o sol, a lua
Que se encontram
Num mesmo caminho
Na mesma direção
Movida por uma só emoção...

Om Mani Padme Hum

Cruz do não saber, acarinha este meu quase dom,
dá-me um horizonte iluminando tão vasto poente,
deixando um rastro de milagres para estas gentes
numa fé qualquer, talvez... Om Mani Padme Hum.


Vejo a miséria em tantos olhares, chora o bom!
Nas ruas e nas vielas, cai o velho em abandono,
enquanto a criança espancada pede ao seu dono
um pouco de amor. Vem! Om Mani Padme Hum.


Um pão não vinga a fome nesta fila de exclusão,
faça então, Senhor, pela tua mão, um gesto opimo,
sanando as desventuras, minhas e do meu próximo
em um mantra de vida. Oh! Om Mani Padme Hum.


Repiquem o ouro do sino diante da glória do tom,
hão de rirem para as colheitas, os muitos devotos,
quando as chuvas trouxerem as bênçãos dos lótus,
a qualquer ser sem luz. Ó, Om Mani Padme Hum!

NOVOS DEUSES

O homem não teria de se ajoelhar,
Perante deuses, não fora a fraqueza
De seu carácter - em demonstrar,
O quão pouca é a sua destreza.
Deuses gentios e outras orgias,
Fez-nos retroceder à idade das trevas,
Onde bruxas, por suas magias,
Foram largadas ao fogo das servas,
De deuses ignotos e descabidos.
E a Inquisição andava por perto,
Para lavar a alma dos submetidos.
Submetidos à força, não aja receio,
E que ainda hoje se tem por certo,
As reprimendas no meio do seu seio.

O HOMEM DO LEME

Lá vai a traineira, levando o homem do leme,Traz consigo a pescaria, das águas até ao porto.Das agruras do tempo, ele não deve nem teme,Sejam elas marés vivas ou périplo mar morto.

O pescado amontoa-se junto ás praças vizinhas,E o homem do leme vê o seu peixe ser alugado,Pelos retalhistas, que o levam para as cozinhas,Antes deste com o tempo se ter enfim estragado.

É uma vida dura esta de pescador, nem tem igual,Saem pela madrugada com as redes prontificadas,A serem largadas nas águas do restrito manancial.

Restrito porque o pescado já escasseia, pela pescaDesenfreada, de outros tempos, agora unificadas,Pelas organizações de pescadores, que aqui atesta.

ME CHAME!

A vida é misteriosa
Talvez precisássemos olhá-la de longe,
Com olhar divino,
Para entender seus mistérios...
Ou examinar a nós mesmos
Para entender os descaminhos
Os medos, os receios...
Uma só palavra me bastaria
E a teus braços eu correria
Já ultrapassei todos os limites
E tua saudade me dói
Minha alma desgarrada da tua
Não sobrevive...
Não posso dormir, não consigo pensar,
Já não ouso trabalhar...
Diga-me que vá, e eu irei voando
A teu encontro
E para sempre estarei te amando!

BOM DIA!!!

Tua fronte traz o teu sinal e, através dele, onde quer que estejas, os teus iguais encontrar-te-ão.
O tempo pode passar, derretendo suas geleiras, içando suas velas, fazendo florescer em meio ao deserto, mudando as estações...
Mas, o que a ti pertence, não deixará de vir ao encontrodo teu coração.
Quando encontrares o caminho, aquele que teu coração reconhecer como sua extensão, saberás como proceder, momento a momento,em prol da tua evolução.
Não te deixes enganar com o entrelaçar dos dias e das noites...
Não há tempo marcado para mudanças, tudo poderá ser diferente ao alvorecer; a decisão está em teu poder.
Lembra a ti mesmo a cada vez que estiveres pronto para ferir os teus irmãos que estes, assim como tu, são seres que criam alegrias e tristezas e se machucam sem querer, por isso, tens que conhecer a compaixão.
Seres que, como tu, erram por acreditarem em ilusões, por isso, o perdão.
Seres que, como tu, não iluminam a tudo que vêem ou pensam,por isso, a compreensão.
Seres que, como tu, criam níveis e que, por vezes, se diferenciam dos demais, por isso a vigília.
Lembra que o teu sinal resplandece a cada segundo quando estás a cuidar de ti, pois, quando cuidas do teu ser estás cuidando de todas as coisas vivas desta Terra.
O caminho do crescer tem sua conexão com o Criador, por isso, olha com olhos de águia às curvas que se apresentam ao longo do caminho, para que não venhas a perder o tempo que tens para evoluir e, desta forma, vir a participar do grande despertar, da grande alegria que é estar aqui, sentindo a bênção de poder servir
Aquele que a tudo criou.

Treinamento de vida

Sabemos cientificamente que nosso cérebro é o maior computador conhecido e que só usamos uma pequena parcela desse maravilhoso " centro de força"..... então vamos usar uma pequena parte para vacinarmo-nos contra a tristeza e outros momentos menos alegres. Primeiro: Decida-se pela vida!.... queira mudar seu estado, sem o seu querer, sem o seu desejo nada acontece... Segundo: Todos os dias de sua vida, começando hoje, pare alguns minutos para atender as suas necessidades... pense no que você precisa, quais os esforços que terá que fazer para atingir seus objetivos, o que está te machucando... enfim...pense em você nesses 5 minutos só seus... Terceiro: Descubra o prazer da prece. Fazer uma oração é ligar-se a uma energia superior, é conversar diretamente com a fonte da vida. Abra seu coração e converse com Deus simplesmente como quem conversa com um velho amigo... esqueça as fórmulas, as orações lindas mas as vezes tão vazias do que você está sentindo... acostume-se a orar todos os dias para agradecer, para pedir, para louvar. Quarto: Não deixe a tristeza se instalar em seu coração. Quando a tristeza vem chegando você já sente, já sabe que vai cair... então vigie seus pensamentos, use as pílulas do "Eu sou feliz", pílulas que não vendem em farmácias, mas é facilmente encontrada dentro de você... repita " Eu sou feliz" várias vezes ao dia... tudo é hábito, habitue-se a amar-se.... Quinto: tenha certeza de que alguém vela por você. Por mais que você não queira acreditar em Deus, ou tenha brigado com Ele, Ele está sempre próximo de você... as vezes não consegue te falar, porque você é dono do seu nariz, Ele te ama tanto que deixou você livre para fazer o que bem querer, inclusive a besteira de ficar se martirizando, se julgando, se comparando com os outros, as vezes se matando com drogas, cigarros, bebidas, remédios e outras porcarias, Ele é paciente, espera na sua calma e amor eterno que você desperte, que você sinta sua presença.... Então feche os olhos vai...respira fundo... está sentindo esse arrepio? sentiu uma brisa suave...sentiu um toque? É Deus manifestando o seu amor por você... Sexto: Você está predestinado a ser feliz! Queira ou não queira, você será feliz, demore quanto demorar (isso depende de você)...você será feliz, seu destino é a felicidade. Quanto mais cedo você descobrir, acreditar e aceitar isso, mais cedo você terá o seu encontro com a Felicidade... Sétimo: A felicidade é simples. Muita gente acha que a felicidade é difícil, quase impossível... porque coloca seus sonhos lá na frente, bem longe de si mesmo... A Felicidade está em aceitar-se como você é!, aceitar o que você tem, é buscar ter mais sempre com serenidade. A Felicidade é simples e está em você, não transfira para ninguém a responsabilidade de te fazer feliz... é com você! Eu acredito em você

ORDEM DA VIDA

Caminha para frente
Eis a ordem da vida.Para isso, porém
É preciso te movas.Medo de auxiliar
Não ajuda a ninguém.
Rompe antigas amarras,
Alija o lastro inútil.Eleva-te,
trabalha,Age, semeia e cria.
Servir constantemente
É avançar para Deus

BEIJOS EM PENSAMENTO

Serão apenas beijos imaginários...
Beijos de visionários...
Mas existindo sentimento,
são sentidos como se reais fossem...
Quando se ama de verdade,
não existe distância,
não existe separação...
Os carinhos trocados,
são sentidos como se reais fossem...
Com a força do pensamento,
o amor reúne os distantes,
e assim se amam,
e os beijos trocados,
ainda que imaginários,
são sentidos como se reais fossem...
Assim se perpetua um amor,
assim dá-se força a uma paixão.
Juntos ainda que distantes,
os carinhos e beijos trocados,
mesmo que em pensamento,
são sentidos como se reais fossem...

Ser Transparente

Às vezes, fico me perguntando porque é tão difícil ser transparente... Costumamos acreditar que ser transparente é simplesmente ser sincero, não enganar os outros. Mas ser transparente é muito mais do que isso. É ter coragem de se expor, de ser frágil, de chorar, de falar do que sente... Ser transparente é desnudar a alma, é deixar cair as máscaras, baixar as armas, destruir muros... Ser transparente é permitir que a doçura aflore, transborde... Mas, infelizmente, a maioria decide não correr esse risco. Preferimos a dureza da razão à leveza reveladora da fragilidade humana. Preferimos o nó na garganta às lágrimas que brotam da alma... Preferimos nos perder numa busca por respostas a simplesmente admitir que não sabemos nada e que temos medo! Por mais doloroso que seja ter de construir uma máscara que nos distancia cada vez mais de quem realmente somos, preferimos assim: manter uma imagem que nos dê a sensação de proteção. E assim, vamos nos afundando em falsas palavras, atitudes, em falsos sentimentos... Com o passar dos anos, um vazio frio e escuro nos faz perceber que já não sabemos dar e nem pedir o que de mais precioso temos a compartilhar... A doçura, a compreensão de que todos nós sofremos, nos sentimos sós. Uma saudade desesperada de nós mesmos, daquilo que pulsa e grita dentro de nós, mas que não temos coragem de mostrar... Porque aprendemos que isso é ser fraco, é ser bobo, é ser menos do que o outro! Quando, na verdade, agir com o coração, poupa a dor... Sugiro que deixemos explodir toda a doçura! Que consigamos não prender o choro, não conter a gargalhada, não esconder tanto o nosso medo, não desejar parecer tão invencíveis... Chega de tentar controlar tanto.... Responder tanto... Competir tanto... Tente simplesmente viver, sentir e amar.

As Mãos

Naquela manhã o jovem professor chegou à escola um tanto cabisbaixo.
Problemas se somavam e pesavam sobre sua sensibilidade de jovem idealista.
Estava difícil suportar. Foi então que, durante uma reunião de trabalho ele não pode controlar as lágrimas que lhe escorreram pelo rosto, em abundância.
Uma amiga, que o observava, em silêncio, estendeu as mãos e segurou as dele, num gesto de ternura.
Foi uma atitude simples, mas significou muito para aquele jovem, pois ele sabia que a amiga tinha uma vida super atarefada; muitas atividades e preocupações, filhos, marido, empresa, mas, mesmo assim, tinha tempo para dedicar ao amigo, para estender-lhe as mãos.
Aquele gesto simples levou o jovem a escrever sobre a importância das mãos. O texto diz mais ou menos assim:
As mãos podem muitas coisas: oferecer apoio no momento certo, estender-se para consolar, segurar firme para amparar.
Mas o que mais podem as mãos?
As mãos saúdam, as mãos sinalizam. As mãos envolvem, dão carinho.
As mãos estabelecem limites. Escrevem. Abençoam.
As mãos desenham no ar o "adeus", o "até logo".
As mãos agasalham. Curam feridas.
Para o mudo a mão é o verbo. Para o idoso é a segurança.
Para o irascível a mão erguida é ameaça. Para o pedinte a mão estendida é súplica.
Para quem ama, a mão silenciosa, que acolhe a do ser amado, é felicidade.
Para quem chora, a mão alheia é conforto.
Há mãos que agarram, perturbadas. Há mãos que tocam, suaves. Há mãos que ferem. Há mãos que acariciam. Há mãos que amaldiçoam.
Há mãos que abençoam. Há mãos que destroem. Há mãos que edificam, trabalham, realizam.
Há pessoas que transmitem energias, através da imposição de mãos, entregando-se a essa tarefa tão bela de amor.
Nossas mãos podem exteriorizar o amor, construindo templos, hospitais e escolas; fabricando vacinas e equipamentos médicos; alimentando famintos, medicando enfermos...
Podem concretizar a paz social assinando tratados de armistício, escrevendo livros, guiando carros, pilotando aviões, varrendo ruas, tocando instrumentos musicais, pintando telas, esculpindo, construindo móveis, prestando serviços...
Podem manifestar fraternidade, ao lembrarmos da essencialidade do humano, da sensibilidade, da empatia, estendendo-as a um irmão que, num dia difícil, põe-se a chorar.
.................................................
Suas mãos são abençoadas ferramentas para construção de um mundo melhor.
Use-as sempre para edificar, elevar, dignificar, apoiar, acenar com a esperança de melhores dias...