quarta-feira, 14 de maio de 2008

VAMOS ORAR...PARA ABENÇOAR A "NOSSA" CASA

Senhor Jesus Cristo fazei entrar nesta casa:

- a felicidade sem fim,

- a alegria serena,

- a caridade benfazeja,

- a saúde duradoura.

Retirem-se daqui os anjos maus e venham os anjos portadores da paz.

Desapareça desta casa toda discórdia.

Manifestai, em nós o poder de vosso Santo Nome, e abençoai esta casa em do Pai, do Filho e do Espírito Santo.

Amém

Bênção do Lar

Ritos Iniciais


D- Em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo

T- Amém


Saudação


D- O Deus, a quem glorificamos a uma só voz, nos conceda, pelo seu Espírito, termos uns pelos outros um só sentimento, conforme Jesus Cristo.

T- Amém


Motivação


D- Caríssimos irmãos, vamos dirigir uma fervorosa oração a Cristo, que se dignou nascer da Virgem Maria e habitou entre nós, para que também se digne a abençoar com sua presença esta casa. Que o Senhor Jesus esteja aqui no meio de vós, alimente em vós a caridade fraterna, participe das alegrias e alivie as tristezas. E vós, guiados pelos preceitos de Cristo, cuide antes de tudo que esta casa seja a morada da caridade, de onde se expanda, em todo sentido, o odor de Cristo.


Leitura da Palavra de Deus: Evangelho (LC 19, 1-10)


Jesus entrou em Jericó e ia atravessando a cidade. Havia ai um homem rico chamado Zaqueu, chefe dos recebedores de impostos. Ele procurava ver como era Jesus, mas não conseguia por causa da multidão, porque era de baixa estatura.

Ele correu adiante, subiu a um sicômoro para ver, quando ele passasse por ali. Chegando Jesus àquele lugar e levantando os olhos, viu-o e disse-lhe: "Zaqueu, desce depressa, porque é preciso que eu fique hoje em tua casa".

Ele desceu a toda pressa e recebe-o alegremente. Vendo isto, todos murmuravam e diziam: "Ele vai hospedar-se em casa de um pecador..." Zaqueu, entretanto, de pé diante do Senhor, disse-lhe: "Senhor, vou dar a metade dos meus bens aos pobres e, se tiver defraudando alguém, restituirei o quádruplo". Disse-lhe Jesus: "Hoje entrou a salvação nesta casa, porquanto também este é filho de Abraão. Pois o Filho do homem veio procurar e salvar o que estava perdido".

(O dirigente dirige algumas palavras aos presentes, explicando a leitura bíblica para levá-los a entender, pela fé, o sentido da celebração)


Reflexão


D- Na medida em que acolhemos o Cristo devemos ser instrumentos da paz, da cura e do Reino por meio de nossa palavra e atitude. Este Reino de Deus é o próprio Cristo.


Preces


D- Vamos invocar, com gratidão e alegria, o Filho de Deus, Senhor do céu e da terra, que, fazendo-se homem, veio habitar entre nós e digamos:

T- Permanecei conosco, Senhor


D- Senhor Jesus Cristo, que com Maria e José santificaste a vida de família, dignai-vos ficar conosco nesta casa, para que vos sintamos nosso hóspede e vos veneremos como nosso chefe.

T- Permanecei conosco, Senhor


D- Ensinastes a vossos fiéis a construírem sua casa sobre a pedra firme, concedei que esta família tenha uma vida modelada por vossas palavras vos sirva de alma e coração abertos.

T- Permanecei conosco, Senhor


D- Éreis carente de casa própria e aceitáveis, na alegria da pobreza, a hospitalidade dos amigos, fazei que todos os necessitados de habitação encontrem, com nossa ajuda, uma moradia digna.

T- Permanecei conosco, Senhor.


Oração de bênção


D- Favorecei, Senhor Jesus, os vossos filhos que pedem com humildade vossa bênção, para esta residência, sede refúgio para que os que aqui morram, companheiro dos que saem, hóspede com os que entram, até o dia de terem, todos, feliz acolhimento na casa do vossa Pai. Vós, que viveis e reinais para sempre.

T- Amém.


(Aspergindo com água benta os cômodos da casa e as pessoas presentes)

D- Que esta água nos lembre o nosso batismo e o Cristo, que nos salvou por sua vida, cruz e ressurreição.

T- Amém


Conclusão do Rito


D- Que a paz de Cristo reine em nossos corações, a palavra de Cristo habite constantemente em nós, para que tudo que fizermos em palavras e obras, o façamos em nome do Senhor.

T- Amém