sexta-feira, 19 de março de 2010

Não se frustre por pouca coisa.

Se mesmo por muito você não deve se frustrar, quanto
mais por pouco.

É você que, pela consideração que faz, dá a dimensão
das coisas; sente maior ou menor dor ou alegria;
antevê o amanhã com maior ou menor esperança; trabalha com maior ou menor vontade; pensa em Deus com maior ou menor fé.

Dentro de você há um ponto de equilíbrio que coloca
cada coisa em seu lugar. E esse ponto se alteia
quando você reconhece os seus poderes, as suas energias de progresso, a sua capacidade de amar e de enfrentar desafios.

Manter sereno equilíbrio é ser feliz sempre.