quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Teu Destino

Embora sofras, não pertences ao sofrimento.

Assim como o rio corre para o mar,

sua vida segue o curso natural rumo à plenitude junto a Deus.

É possível que, agora, experimentes a aflição,

como pesados calhaus

tentando barrar-te o fluxo para a felicidade.

Entretanto, não desesperes, nem desanimes.

Deixa-te levar pela correnteza suave da fé,

contornando-os sem alarde, a fim de tomares

a direção da paz a que estás destinado.